5 erros de Marketing Educacional que prejudicam a sua faculdade

Tempo de leitura: 6 minutos

O Marketing Educacional pode ser utilizado para o reposicionamento de uma instituição de ensino no mercado educacional, por meio do aumento da confiança de seu público, do posicionamento da marca e do aumento do número de alunos matriculados e satisfeitos.

No entanto, apesar de muito planejamento (ou da falta de planejamento), alguns erros podem ser cometidos, o que ocasiona a ineficiência dos resultados. Confira, neste texto, 5 erros de Marketing Educacional que prejudicam a sua faculdade.

Ficar muito tempo sem atualizar as redes sociais da faculdade

Adolescentes, jovens, adultos e até alguns idosos passam muito tempo de seus dias conectados à internet e às redes sociais. Essa realidade já é motivo de alerta para as faculdades que devem se planejar para manter uma presença constante nas redes sociais mais acessadas pelos seus candidatos e alunos.

Após a definição da persona é possível diagnosticar as redes sociais preferidas pelo público da instituição, depois dessa identificação a faculdade deve criar um perfil oficial em cada rede e ter profissionais responsáveis pela criação de publicações e atendimento ao público.

Cada vez mais as pessoas preferem solicitar informações por meio das redes sociais e não mais através de uma ligação. Assim, as redes sociais devem ser atualizadas constantemente para permitir o engajamento e identificação do público com a faculdade.

A sua faculdade pode utilizar as redes sociais para a apresentação do dia a dia dos alunos, exposição dos ambientes da instituição, organização de debates virtuais, criação de concursos, sorteios, divulgação de eventos, imagem do público de algum evento, transmissões ao vivo, divulgações dos conteúdos do blog e o que mais a imaginação da equipe de marketing criar, sempre com uma linguagem adequada ao público e à boa imagem da instituição.

Não mensurar os resultados

A utilização das redes sociais deve ser seguida do acompanhamento dos resultados gerados pelas publicações. É possível acompanhar, por exemplo, a quantidade de cliques nos links divulgados, as horas de maior engajamento e o tipo de publicação que gerou maior interação, todos esses resultados podem ser organizados em relatórios, também é possível obter estatísticas no blog da instituição.

Os relatórios servem para a elucidação das consequências do investimento on-line e para guiar a equipe de marketing na manutenção de cada perfil da faculdade.

A mensuração dos resultados também deve ser direcionada às campanhas de vestibular, sem os resultados dos processos seletivos anteriores é provável que a faculdade repita um mesmo erro, também é possível repetir um acerto, mas é melhor prevenir, não é mesmo?

Então, saber, dentre outras informações, a quantidade de alunos inscritos, matriculados, taxa de evasão, cursos mais e menos procurados e se houve alguma dificuldade em todo o processo do candidato facilita a organização de um novo vestibular.

Não definir a persona

A persona é o perfil de cliente ideal, no caso das instituições de ensino uma persona é o perfil de aluno ideal. Geralmente uma faculdade possui cursos diferentes para um público diverso, e cada curso possui suas particularidades.

Assim, um público do curso de Moda tem características diferentes do público de Engenharia Aeronáutica. A definição de personas é importante para a orientação das estratégias de Marketing Educacional, pois uma campanha geral feita sem o conhecimento de informações do aluno minimiza a possibilidade de ganhos.

Um grande erro cometido pelas faculdades é a falta de empenho na descoberta das características de seu corpo discente. Veja como construir a persona da sua instituição de ensino.

 

Não ter um blog

O blog de uma instituição de ensino serve para a atração e fidelização dos visitantes e matriculados. O blog é o local em que os conteúdos produzidos pela faculdade serão exibidos para, posteriormente, serem compartilhados nas redes sociais com o objetivo de atrair mais visitantes para o blog da instituição.

O blog pode englobar assuntos sobre a estrutura da faculdade, mercado de trabalho, tendências de profissões, dicas de estudo, dicas de preparação para o vestibular, orientação vocacional e informações sobre os cursos oferecidos pela instituição, sempre com base no interesse da persona.

Um blog serve para a comunicação, propagação de conhecimento, divulgação de informações da faculdade, interação e posicionamento de marca. Com a publicação de conteúdo útil às necessidades de sua persona, a faculdade proporciona uma maior transformação de visitantes em leads e de leads em vendas e admiradores.

 

Não ter uma boa ficha de inscrição

Uma ficha de inscrição complexa pode ser o motivo da falta de avanço do número de inscritos da sua faculdade. A exigência de muitas informações desestimula a maioria dos candidatos no prosseguimento do processo de inscrição. Os candidatos querem praticidade, dinamicidade e, também, mostrar aos outros as suas escolhas.

Desse modo, fichas longas devem ser evitadas se a sua faculdade pretende obter êxito nos processos seletivos. Fichas que oferecem informações trocadas ou comandos errados como um “clique aqui” que não funciona também são péssimas para a imagem da sua faculdade.

O processo de inscrição deve conter instruções claras aos candidatos, por isso a sua faculdade deve minimizar qualquer burocracia e diminuir os campos de preenchimento. As redes sociais podem ser grandes aliadas e fontes de inspiração para a conversão de visitantes a inscritos, basta observar as informações solicitadas para inscrição nas redes mais acessadas.

Então, quanto menor a barreira, maior será o interesse do candidato em continuar.

Conclusão

Esperamos que, após a leitura deste texto, você esteja mais consciente sobre os erros apresentados. Se a sua faculdade já os cometeu, ela não pode errar mais. Se a sua faculdade ainda não os cometeu, as chances da realização deles já diminuiu consideravelmente, pois você já sabe como prosseguir na sua estratégia de Marketing Educacional: conheça a sua persona, esteja presente nas redes sociais, mantenha um blog atualizado, tenha uma ficha de inscrição objetiva e mensure os resultados das suas campanhas. Elimine esses erros e não prejudique o seu processo de captação e retenção de alunos.

Se você tiver alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *